Tragam a Sobremesa!


O conteúdo desta página é atualizado a cada semana, antes ou logo a seguir à passagem do respetivo episódio. Após transmissão na CristalMix, os programas são disponibilizados para ouvir sempre que desejar.

Breve resumo da ideia


"Tragam a sobremesa!", dura apenas uma hora de emissão, mas é dos projetos mais interessantes e de produção mais demorada que já alguma vez levei a cabo. O programa é de produção caseira, recorrendo a um computador, software de edição de som, um gravador digital de pistas, mesa de mistura com efeitos e vários microfones. Tecnologia bastante simples, mas suficiente para dar vida simultaneamente a todas as personagens, mesmo havendo uma única voz e uma única presença.

Talvez pudesse ter escolhido um nome mais criativo para o programa, ou para a rádio imaginária onde ele se desenrola, mas raramente gosto dos nomes que escolho para as coisas. Para mim, isso foi sempre uma grande dificuldade.

Além do apresentador, estão quase sempre presentes as seguintes personagens:



Há muitos outros momentos e personagens, mas vão variando ao longo dos episódios.

Vitor Ferreira

Lista e conteúdo dos Programas


Programa 26


Da natureza, pode vir a fruta mais saudável, da mesa, os doces mais doces, mas a nossa sobremesa não tem "corvantes" nem conservantes.

Existem basicamente 2 tipos de ladrões. Saiba quais são.

NO quiz mais informativo da sua rádio, ficará a saber que quando um peão e um vibrador se encontram num cruzamento, quem tem a prioridade é o vibrador, pois é um veículo motorizado.

A União de Freguesias da Esbergalheira e Vilar da Bouça não pára de se desenvolver, agora também com um novo hospital psiquiátrico que conhecerá em mais uma das reportagens de Emílio Gracha, em direto e ao vivo.

Quando o apresentador era criança, parecia haver expressões que todos entendiam, menos ele. Quais seriam?

Não somos anti-cibernéticos, mas há coisas em que o velhinho jornal em papel jamais poderá ser substituído!

Do Brasil, Djãu da Silva relata o caso de um senhor com 33 filhos, 17 da esposa, 15 da cunhada e 1 da sogra. Este é um pretexto para uma animada conversa entre Djãu e o apresentador, obviamente, sem a presença ceringadora do Doutor Galhetas. Por favor, estimados ouvintes, não enganem as vossas cônjujas!

O cão do Quim sabe falar inglês, mandar correio eletrónico, mas o Quim é que anda a tirar o curso e a gastar o guito do velhote!

O episódio é concluído com uma tocante história de Américo Azevedo; Profecias para uma Vida. Não percam!

Ouvir

Programa 25


O que diria o Senhor Doutor, se soubesse que não cumprimos as suas recomendações, não aviamos a receita prescrita, e muito menos fazemos o tratamento? O mais certo era dizer que não andamos a fazer nada lá pelo consultório, se depois não resistimos a aumentar o colesterol, a glicemia e os triglicerídeos da boa disposição, com esta semanal tentação em forma de sobremesa.

Diretamente da Esbergalheira, o Tono vem ao Quiz da Chicotada, mas o tema das indumentárias não é da sua especialidade, pois ele não sabe que um pacifista nunca deve usar calças de bomba-zine!

Os tempos da escola deixam marcas indeléveis. Houve uma ocasião em que o apresentador se armou em menino Tonecas, mas a prof. de inglês ainda foi mais severa que o sempiterno professor de óculos fundo de garrafa.

Aqui, tudo é tão positivo, que até os raptos correm da melhor maneira. Que o diga quem não perder mais este conto de Américo Azevedo..

Mais um final feliz, de uma aventura no Canadá, onde uma jovem mãe que praticava um desporto radical com a filha de 3 anos ao colo, caiu de uma altura de cerca de 50 metros. Depois de tudo, alguns ligeiros ferimentos na mãe, e a criança, saindo totalmente ilesa, limitou-se a dizer: Kool!

O Zé da Bouça deve medir apenas 1 metro e 49, mas é um camionista que, além de profissional da condução, também se soube livrar de uma multa. E claro, sempre atento a estes episódios reais da freguesia da Bouça da qual é presidente da junta, Mário Norte tinha de trazer à antena, a história do Zé Camionista, com uma cançãozinha alusiva e tudo!

Depois de tudo isto, que tal uma tirada eletrónica sobre aquelas diferenças e semelhançazinhas ridículas homens versus mulheres? É para quem quer e gosta! É que nem a doutora Olga Bechigoso teria respostas tão arrazadoras do sexo masculino na sua bibliografia!

Um pouco de nostalgia para o final, 9 coisas que estão condenadas a desaparecer do nosso dia a dia.

Ouvir

Programa 24


Justamente na altura em que ia receber a notificação de rescisão de contrato por quase-justa-causa, Djãu da Silva está de volta ao ativo, depois de um cruzeiro no Mediterrâneo onde gozou à fartazana, casou ao luar com a sua mais que tudo, e viveu uma romântica e sofisticada lua de mel. Obviamente, o apresentador, roidinho de inveja, tem um ataque de picuinhice, e quem tem de resolver tudo é o Doutor Galhetas. Mas não há problema! A língua de Tito Lívio de Pádua tem sempre uma frase que resume o sentido das coisas, e para acabar com a discussão, o ex sacerdote e médico rural descobre um novo aforismo em latim que acaba com todos os conflitos: "Sídes blancus, entendéribus."

O Quiz da Chicotada lembra-nos desta vez, uma lei imutável da fisicoquímica: Quando congelam, as moléculas de água, de moléculas, convertem-se em duréculas!

Com a rádio mais limpinha e asseada pela sempre prestimosa D. Cinda, surgem as primeiras 4 de 9 refleções sobre mudanças importantes na sociedade, entre 1964 e 2017.

O cruzeiro e as emoções fortes da lua de mel, permitiram ao reporter Djãu da Silva, apenas elaborar uma curta peça escrita, sobre o caso de um padre espanhol que quer proibir os paroquianos de chorar nos enterros, entre outras ameaças e cobranças bizarras.

E como nem só de bizarrias e tropelias vive a nossa rádio imaginária, temos novamente uma verdadeira lição de vida, em mais uma das short storys da autoria de Américo Azevedo.

A era tecnológica em que vivemos e a dificuldade que as pessoas têm em acompanhar mudanças tão drásticas e repentinas, origina algumas calinadas, compiladas num eloquente artigo de opinião do candidato a presidente da junta da Bouça, Mário Norte.

No contexto, o final do programa com as restantes 5 refleções sobre os novos tempos, desfiadas pelo apresentador, e mais algumas melodias só para encher o chouriço.

Ouvir

Programa 23


Olhar para ontem faz sentido, desde que com uma atitude saudável e bem disposta. Esta é a conclusão a que o apresentador e o Doutor Galhetas chegam, no diálogo com que o programa inicia por norma.

Se houve uma coisa de que a geração dos oitentistas e noventistas malucos teve o privilégio de ser a única a fazer, foi escorregar no azeite! Um segmento de quase 20 minutos passados com recordações das músicas de dança mais azeitolas dos anos 90, num mix para dançar e escorregar, desde que não se magoem!

Então a D. Eufrásia não sabia que o conhecidíssimo empresário da restauração Eleutério Fanhais tinha crises de sonambolismo, e que para curar essas crises, a esposa só descobriu um remédio eficaz; despedir a governanta lá de casa? Quem não sabe estas coisas da cultura geral e concorre ao Quiz da Chicotada, arrisca-se a ser uma pessoa de sorte, até porque, participando neste concurso, leva sempre o prémio que merece!

Um dos traumas do apresentador é a música "Pump up the Jam" dos Technotronic. Desta vez, a história em que, ao som desta música, em pleno baile de finalistas do secundário, o amplificador pifou.

Depois da fachina da D. Cinda, o ambiente fica mais calmo e reflexivo, com mais uma das narrações de Américo Azevedo, sobre uma amizade sem limites.

Para finalizar o programa, uma estatística do Instituto das Estatísticas Humorísticas, sobre o que é ser português.

O que terá acontecido ao reporter Djãu da Silva? Mais um programa sem aparecer? Estranho, ou natural?

Ouvir

Programa 22


Ao último sinal, eram as horas que já não são agora! Esta, entre outras coisas, é uma prova de que a rádio que está a ouvir é uma rádio credível, se dentro do conceito de credibilidade, cabe uma rádio onde tudo é imaginário. E para que as coisas fiquem preto no branco, até temos a presença do Senhor Doutor Juíz!

Será que existe vida noutra dimensão, ou estamos a ser vigiados por um "Big Brother" intergaláctico? Ai, o professor Esquizofredo, sempre a meter dúvidas na cabeça do apresentador e dos ouvintes! Mas esqueça, professor; a rádio não tem orçamento para investigar isso tudo. Mesmo assim, até seria engraçado que um ET como o do filme visitasse as nossas simpáticas e rústicas parvónias! A única verdade que conhecemos, é a pequena grande epopeia espacial do apresentador enquanto criança!

Mário Norte, o Comendador futuro Presidente da junta, fala sobre uma das vigas mestras do seu mandato como autarca, a educação sexual dos seus eleitores, com o exemplo da história do pepino vibrante da Lurdinhas, que ele já não vê desde os tempos da escola. Segundo ele, é melhor concentrar-se nisso do que estar para aí com conversas inúteis. Como sempre, ultrapassa o seu tempo de antena e leva o reparo habitual por parte do técnico da regi.

Num dos seus contos, Américo Azevedo narra algumas coisas que podem acontecer quando um grupo de jovens resolve acampar e seguir no rasto do amor.

No segmento final, o apresentador conta-nos sobre o Augusto que queria ser paraquedista, uma despedida com sentido de humor não do apresentador, mas talvez do Augusto!

Ouvir

Programa 21


A crise do Fipronil já chegou à Esbergalheira! O doutor Galhetas está preocupado com o amigo Adérito, a quem levaram quase toda a produção de ovos, com o pretexto de poderem estar contaminados com o pesticida.
A situação é um ponto de partida para uma reportagem de Emílio Gracha, com entrevistas na barbearia do Sr. Alsino, na fábrica BaisterObo, e na bolsa de valores da localidade.
Afinal, os ovos foram roubados por falsos inspectores que queriam estragar o comício do comendador Mário Norte, e não se chegou a saber se estavam ou não contaminados, porque a carrinha de caixa aberta que os transportava teve um acidente, e ficou tudo em gemada. Certo é que foi encontrado um boião com o pesticida no porta-luvas do veículo!
Um alentejano com voz supostamente radiofónica concorre ao Quiz da Chicotada, mas não sabe completar o provérbio sugerido na pergunta.
Uma partida de monopólio é decisiva na relação entre um casal de jovens na Carolina do Norte; mais uma história trazida por Djãu da Silva.
O Comendador não perde tempo e continua a sua campanha eleitoral falando da obra realizada. Desta vez, a companhia aérea Bouça Airlines, que, segundo nos relata, fez o seu voo inaugural inteiramente tripulado por cegos!
No indispensável desfiar de recordações, o apresentador lembra-se do consultório sexual e de outros artigos incríveis da revista "Maria".
"Seja você próprio!" É a mensagem final do programa, que termina de uma forma inesperada, com uma música tão irritante, que há ouvintes a perguntar quando acaba, e a desejar mudar de estação!

Ouvir

Obrigado ao Micael Lopes e ao site Blackscreen.pt pelo espaço para o alojamento dos nossos conteúdos.